Siga o Tricolor nas Redes

Maria quer “intensidade” do Joinville

O Joinville está em preparação ao duelo das 16h de domingo, ante o Camboriú, na Arena Joinville. Antes do treinamento na tarde desta sexta-feira, o técnico Hemerson Maria concedeu entrevista coletiva e falou sobre o confronto da sexta rodada do returno do Campeonato Catarinense. Para o treinador, o JEC vai precisar ter muita intensidade durante os 90 minutos para seguir a rota de evolução.
Leia trechos da entrevista ou ouça a íntegra em áudio (clique aqui).
IMG_3355
“Esta semana, desde o fim do jogo em Florianópolis (a vitória por 1 a 0 sobre o Avaí), sabíamos da tabela. Temos três jogos em casa e um fora, contra a Chapecoense, e para eles a tabela é inversa. Aí eu falo que há a ratoeira em que não podemos cair. Não éramos tão ruins quando perdíamos, mas não somos o Barcelona. O clima da cidade é de que a equipe vai chegar na final. Temos jogos pela frente, temos de respeitar os adversários, cada qual com seu objetivo. Não serão jogos fáceis. Conversamos com os atletas para nos preocuparmos em jogar bem, com intensidade e concentrados, sem erros. Nosso maior adversário pode ser o próprio Joinville. Não estamos preparados ao Brasileiro ainda e temos de seguir em evolução. Acredito que no domingo a postura será legal, intensa para poder vencer o Camboriú”.
TV JEC: assista em vídeo a íntegra da entrevista coletiva de Hemerson Maria.
“Time que ganha também precisa melhorar. Vamos melhorar a equipe e não perder o modelo de jogo. Temos o que melhorar e vamos fazer testes, quero chegar ao último treino sabendo que a equipe que entra no domingo é a melhor ao Joinville”.
“Não me iludo com o momento do Joinville, ainda que a ilusão seja uma palavra forte. Estamos trabalhando no Catarinense e o regional pode não ser parâmetro para as competições da sequência. O jogo que me deixou satisfeito foi o que não ganhamos, contra a Chapecoense, na Arena. Vencemos outros confrontos, mas não tive esta mesma sensação. Contra a Chapecoense não corremos risco e tivemos oportunidades de marcar. O treinamento é espelho do jogo, todos os treinos têm um sentido. Precisa haver intensidade mental também na preparação. Tentamos fazer isso com os atletas no treinamento. Se revertemos o quadro até agora, podemos elevar o nível de nosso trabalho e chegarmos ao nosso limite”.

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima