Siga o Tricolor nas Redes

Maria avisa: “Não faltou determinação”

O resultado da primeira partida desde o retorno ao Joinville não era bem o que Hemerson Maria esperava. No entanto, o treinador do JEC não desmereceu o 3 a 3. Nem tanto pelo resultado, mas por conta do que a equipe apresentou dentro de campo. Maria enxergou no Roberto Santos Garcia a possibilidade de fazer do Tricolor tão vitorioso como foi no período antes no comando do time profissional, entre 2014 e 2015.
Leia trechos da entrevista coletiva ou ouça a íntegra em áudio.
IMG_9076
“Não estamos satisfeitos com o resultado. Mas acredito que, dentro do que foi trabalhado na semana, alguma coisa pudemos mostrar. Tivemos boa dinâmica de jogo, mas em virtude da condição climática tivemos que nos adaptar ao campo. No primeiro tempo marcamos bem, fizemos gol e sofremos um em bola parada, um fundamento que pouco pude trabalhar com a equipe. Vamos trabalhar e corrigir. Acredito no segundo tempo nos soltamos mais, fizemos dois gols e parecia que estava liquidado. Tivemos momento de distração na bola longa do adversário. Vamos corrigir, começamos ainda no vestiário. Não faltou determinação. Nosso momento é de ter equilíbrio, procuramos ajustar a equipe nestes cinco dias”
“Vamos colocar uma pedra, o jogo de agora não volta mais. Mas o jogo seguinte podemos vencer. Temos de nos fechar mais, criar uma unidade no grupo. Vamos enfrentar adversidades e vamos conseguir superar com um grupo unido”.
“Tem o fato positivo, de ter feito três gols no jogo, o que não é fácil. Quem me conhece, sabe que não é normal uma equipe que comando sofrer três. Temos de ser fortes defensivamente sem deixar de agredir o adversário. O torcedor pode acreditar que o Joinville vai voltar a ser a equipe vitoriosa e forte. Isso demanda tempo. Não peço paciência. Tenho certeza que o trabalho do grupo, com o que conversarmos, brevemente seremos a equipe grandiosa que o torcedor está acostumado a ver.
IMG_9100 edit

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima