Siga o Tricolor nas Redes

Por austeridade financeira, JEC adota a ferramenta de gestão Conta Azul

A inovação é um dos três pilares do novo Joinville Esporte Clube, que está em construção há cerca de um mês. Ela pode vir de questões mais complexas ou da simples adoção de uma ferramenta administrativa. Foi o que ocorreu com a Gerência de Administração Financeira e Recursos Humanos, que adotou em definitivo o aplicativo Conta Azul para facilitar a gestão do fluxo de caixa, minimizar erros e tornar o controle das finanças do clube mais eficiente.

A Conta Azul foi escolhida a dedo pela diretoria do clube. Primeiro por conta do seu DNA joinvilense. Segundo por ser reconhecido nacionalmente pela qualidade do seu sistema de planejamento dos recursos (ERP), que fornece ao JEC as informações necessárias para tocar o seu dia a dia. “É uma ferramenta que já existia no clube, porém não era utilizada com a devida frequência”, lembrou André Gusthavo, o ‘controller’ do JEC.

O sistema Conta Azul ajuda as empresas a organizarem seus processos financeiros de forma intuitiva. As conecta com contabilidade, bancos e outras plataformas de gestão. Nele é possível importar dados bancários, conferir o fluxo de caixa diariamente, acompanhar contar a pagar e receber, emitir notas fiscais e boletos, cadastrar clientes e contratos, controlar custos e impostos, entre outras possibilidades.

Também emite relatórios de receita, despesas e custos, que permitem entender melhor a saúde financeira do JEC. Ou seja, entrega ao clube o básico das informações necessárias para que as tomadas de decisões sejam assertivas, tendo as informações certas no momento certo. “Conseguimos fazer algo inédito nesses primeiros trinta dias de gestão e hoje posso dizer que temos um ERP financeiro 100% conciliado”, enalteceu Gusthavo.

“Um sistema rodando perfeitamente minimizas erros em nosso fluxo caixa, melhora a eficiência de nossa gestão e nos garante suporte para as tomadas de decisões estratégicas, melhorando nosso controle financeiro e evitando desperdícios”, endossou o presidente Darthanhan Oliveira, que avalia este passo como essencial no quesito austeridade financeira. “Como ações como esta, demonstramos que a mudança de mentalidade dentro do clube é uma realidade”, concluiu.

Foto e texto: Henrique Porto | JEC

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima