Siga o Tricolor nas Redes

Joinville vence e deixa a lanterna

26
Foi no sufoco. Foi na raça, na garra. Foi de virada e com uma boa parte da partida com um jogador a menos. Foi uma vitória com requintes de sofrimento. O Joinville venceu a primeira partida no Campeonato Brasileiro da Série A, neste domingo, 21, na Arena Joinville, pela oitava rodada da competição. Com a vitória por 2 a 1 sobre o Goiás o Joinville largou a lanterna da competição para o Vasco, que ontem foi derrotado.
Na primeira etapa o Joinville iniciou com um ritmo acelerado, chegando com perigo logo aos 30 segundos de jogo. O Joinville mostrava que queria a vitória e que ela não iria escapar. O torcedor percebeu e incentivou.
Mas o futebol não é uma ciência correta e o primeiro gol da partida foi do Goiás. Aos 25 minutos do primeiro tempo, depois de uma bola perdida no campo de ataque e com um contra ataque rápido, o Goiás chegou ao primeiro gol da partida, através de Wesley.
Nesse momento a torcida se voltou contra o tricolor, chegando a vaiar a posse de bola do Tricolor. Mas os jogadores, insatisfeitos com a situação iniciaram uma recuperação sensacional.
O gol de empate do tricolor surgiu aos 34 minutos, Kempes bateu cruzado de dentro da área, à bola passou por entre as pernas do goleiro Renan. Nesse momento a torcida voltou a empurrar a equipe.
Ainda no primeiro tempo o Joinville virou o jogo. Aos 45 minutos, de novo ele, Kempes, de cabeça colocou a bola na rede e fez a Arena Joinville quase vir abaixo. O Joinville virava a partida e dava um passo importante para a primeira vitória na competição.
Na segunda etapa Adílson Batista foi obrigado a fazer a primeira alteração no Tricolor. Augusto César, sentindo, deu lugar ao zagueiro Dankler.
O Joinville continuou a pressão e quase chegou ao terceiro gol, em cobrança de falta de Marcelinho Paraíba, o goleiro Renan voou para salvar o Goiás. Logo depois o Joinville chegava novamente com perigo e novamente o goleiro Renan apareceu bem, em jogada finalizada por Kempes.
Mas aos 12 minutos da segunda etapa, o árbitro mostrou cartão vermelho para o lateral esquerdo Diego. O Joinville ficava com um homem a menos em campo. A expulsão obrigou Adílson Batista a realizar a segunda alteração. O treinador tirou Tíago Luís para a entrada de Naldo. Mais tarde Adílson tirou o estreante Lucas Crispim para a entrada de Willian Popp.
O Goiás apertou o tempo todo. O Joinville se segurou bem na defensiva e conseguiu segurar o jogo por 26 minutos, quando o Diogo Barbosa, do Goiás, por reclamação, recebeu o segundo amarelo e o vermelho. Com a igualdade numérica em campo o Joinville igualou também as ações e o placar não foi mais alterado. Final, na Arena Joinville, JEC 2 X 1 Goiás.
O Tricolor volta a campo no domingo, ás 11hs da manhã, no Mineirão, em Belo Horizonte, contra o Atlético Mineiro.
Ficha Técnica:
Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 21 de junho de 2015, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Assistentes: Marcio Eustáquio S. Santiago (MG) e Guilherme Dias Camilo (MG)
Público: 9.049 torcedores
Renda: R$ 113.970,00
Cartões amarelos: Augusto César, Naldo e Anselmo (JEC); Felipe Menezes, Clayton Sales, Diogo Barbosa e Patrick (Goiás)
Cartões vermelhos: Diego (JEC); Diogo Barbosa (Goiás)
GOLS: 
JOINVILLE: Kempes, aos 34 e aos 45 minutos do primeiro tempo.
GOIÁS: Wesley, aos 25 minutos do primeiro tempo.
JOINVILLE: Agenor; Mário Sérgio, Douglas Silva, Guti e Diego; Anselmo, Augusto César (Dankler), Lucas Crispim (William Popp) e Marcelinho Paraíba; Tiago Luís (Naldo) e Kempes
Técnico: Adílson Batista
GOIÁS: Renan; Clayton Sales (Lucas Coelho), Felipe Macedo, Fred e Rafael Forster (Robert); Rodrigo, Patrick (Willian Kozlowski), Bruno Henrique, Felipe Menezes e Diogo Barbosa; Wesley
Técnico: Hélio dos Anjos

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima