Siga o Tricolor nas Redes

JEC apresenta nova diretoria, gerentes e planos dentro e fora de campo para 2023

Empossada há uma semana, a nova diretoria eleita do Joinville Esporte Clube realizou a primeira entrevista coletiva referente à gestão 2023/2024, na tarde desta terça-feira (8), na Arena. O encontro serviu para o presidente Darthanhan de Oliveira apresentar a nova mesa diretora do clube e dois gerentes já contratados, além de novidades já definidas para o futuro.

Darthanhan iniciou falando sobre o cenário atual do JEC e os desafios para o próximo ano, dentro e fora de campo.

– Hoje, faz exatamente uma semana que estamos trabalhando no clube. São cinco dias, com um feriado ainda no meio. Eu tenho relatado a todos que esses cinco dias têm parecido um mês, de tanto trabalho que se tem dentro do clube. Algo que já imaginávamos e vínhamos alertando, que era preciso de estrutura pra atuar na sua plenitude enquanto instituição […]  Mais especificamente o nosso desafio é o ano que vem. Vamos entrar em uma ano de muita dificuldade. Dificuldade que já é imposta há anos, de receita, de gestão. E uma nova que é uma recuperação judicial. A recuperação judicial dá uma alívio momentâneo para o clube, mas a gente prevê que no ano que vem, muito provavelmente ainda no primeiro semestre, tenhamos uma conta pra pagar, e um valor considerável. Por si só, o desafio já é gigante. É forte falar, mas o nosso clube corre hoje o risco de falência caso não consiga cumprir os requisitos.

– Mediante isso, nos cabe trabalhar. E posso dizer pra vocês que estamos com o tempo muito curto, muito curto mesmo. Hoje estamos implementando três coisas ao mesmo tempo, pra que a gente consiga ter sucesso no ano que vem. A primeira é infraestrutura básica, no centro de treinamento e na Arena. A outra é busca de receita. A receita que nós herdamos, que o clube já vinha mantendo, é insuficiente para que sejamos competitivos ano que vem. A receita que temos hoje é pra brigar contra o rebaixamento. Obviamente isso nos incomoda demais e faz com que a gente ligue o alerta pra buscar novos negócios. Nós temos uma meta bem clara pro ano que vem que é garantir a vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. E tudo isso impacta no item 3: montagem do elenco. Hoje nós temos um orçamento baixo pra montagem do elenco, mas o departamento de futebol já está trabalhando com a nossa atual realidade, com a promessa de poder ter melhor condição. Todo dia nosso grupo olha isso e trabalha em prol desses três itens, de forma integrada, com força.

Na sequência, Darthanhan apresentou a mesa diretora de sua gestão, que fica assim composta até o momento: Derian Campos (vice-presidente), Geraldo Campestrini (CEO), Alexandre Tomelin (financeiro), Thiago Beltrame (jurídico), Jonathan Cidral (patrimônio), Flávio Júnior (comunicação), Murilo Schmitz (marketing), Douglas Gonçalves (expansão e vendas), Marcos Sebben (inovação), Alexander Vicenzi (social), Nardela (futebol), Valdicir Kortmann (futsal) e Cristiano Menegazzo (médico).

Outra novidade foi a apresentação de dois gerentes, dos três previstos pela diretoria. André Gusthavo assume a gerência administrativa e financeira. Enquanto Ricardo Montoro foi contratado para a pasta principal do clube: futebol.

Confira outros destaques da coletiva desta terça-feira:

– Futebol

Principal ídolo do clube, Nardela é o novo diretor de futebol do JEC. O eterno camisa 8 ocupava o cargo de coordenador técnico e, com a nova gestão, passa a ser o nome da principal pasta do Tricolor. “Sou fissurado em base, desde a época que eu fui convidado pelo Mauro (Bertholi) em 2011, quando o JEC retornou com as categorias de base (…) Agora fui convidado por essa equipe para ser o diretor de futebol. Confesso que não estava pensando nisso, meu foco é mais a base. Mas como ex-jogador do JEC, por toda a história que tenho no clube, não podia deixar de aceitar e estar junto nesse período”.

“O Ricardo foi um dos grandes responsáveis, juntamente com a equipe de trabalho que eu tinha na época, de revelar muitos jogadores pro JEC, porque ele tem o feeling, ele tem esse olho clínico que ficou muito marcado. E eu acredito muito que ele vai contribuir muito com o Joinville agora no profissional”, concluiu Nardela.

Montoro trabalhou no JEC de 2001 a 2008, junto com Nardela e Campestrini (atual CEO). Na época, chegou para ser técnico da categoria sub-15, mas foi na sub-20 que se encontrou. Como técnico e coordenador, foi responsável por revelar jogadores como Ramires, Edgar (Edgol), Willian Alves e Leandro Bambu.

Natural de Marília (SP), o profissional de 48 anos retorna ao clube após 14, agora como gerente de futebol. Durante esse período, acumulou experiência por Metropolitano, Fluminense, Nação e Manauara, seu último clube, pelo qual conquistou o acesso e título invicto do Campeonato Amazonense Série B.

“Agradeço a confiança depositava em mim, Darthanhan, Geraldo, Nardela. É o momento de todos trabalharmos juntos pra colocar o Joinville no lugar que ele merece. Pra que volte a ser o Joinville que sempre foi. Esse é o nosso desejo. É o momento de retomarmos o protagonismo no estado”, destacou Ricardo.

– Técnico

A curiosidade principal na coletiva com Ricardo Montoro e Nardela era: qual será o técnico? Segundo Ricardo, a resposta está próxima de vir à tona. “Essa semana nós vamos apresentar. Faltam alguns detalhes e estaremos anunciando nos próximos dias”.

Questionado sobre perfil do novo comandante, Montoro disse que precisa ser “alguém que tenha sangue nos olhos, como essa diretoria está tendo. Que queira vencer. Que seja vencedor, competente. O Joinville não vai se adequar ao treinador, o treinador é que tem que se adequar ao Joinville. E ele já vem sabendo disso”.

– Montagem do elenco

Telefonemas, mensagens, relacionamentos e negociações. A rotina tem sido intensa para o departamento de futebol do JEC nos últimos dias. Com expediente sem hora pra começar e terminar, membros da pasta trabalham em conjunto para formar o elenco tricolor para o Campeonato Catarinense, que, de acordo com Montoro, está mais da metade acertado.

“Os jogadores estão bem encaminhados. Nós estamos aí em torno de 60% (do elenco formado). Estamos trabalhando forte no mercado. Sabemos de todas as dificuldade, mas estamos otimistas por aquilo que estamos fazendo”.

A programação é que entre o dia 29 e 30 de novembro os atletas comecem a se apresentar no CT Vilson Florêncio para início da pré-temporada.

– Inovação no departamento de comunicação

Se dentro de campo os trabalhos ainda não começaram, fora seguem intensos. E não só no departamento de futebol, com a montagem de elenco. Novidades e inovações no departamento de comunicação do clube também já estão definidas e foram anunciadas à imprensa e comunidade ao término da coletiva, pelo diretor da pasta Flávio Júnior.

“Teremos sempre dois jogadores à disposição da imprensa no intervalo da partida, e no final sempre teremos a coletiva do treinador logo após o apito final, junto com mais um atleta, assim como os clubes da Série A”.

“Teremos ainda a partir do ano que vem a Rádio JEC. Todos os jogos do Joinville Esporte Clube serão transmitidos pela Rádio JEC. Assim como a TV do JEC, com transmissão de todos os jogos do Campeonato Catarinense. Por fim, o podcast, onde faremos entrevista com dirigentes, funcionários do dia-a-dia, além de apresentações de jogadores e anúncio de novidades no clube”.

“Já sobre um assunto bastante questionado, sobre a conta do clube no Instagram (bloqueada temporariamente por tentativa de invasão), posso dizer que está 90% recuperada. Algumas coisas já estão sobre nossos domínios, então muito em breve teremos novidades com essa conta que tem 84.400 seguidores que não podem ficar pra trás”, concluiu.

Assista à coletiva na íntegra:

Texto e Fotos: Thiago Borges — departamento de comunicação do JEC

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima