Siga o Tricolor nas Redes

O nome de Fabinho Santos não foi escolhi à toa. Desde quando começamos a procura por um técnico, reunimos diversos profissionais do clube e outros que trabalharam com Fabinho. De forma unânime, três pontos primordiais foram comentados: trabalho de campo, gestão e integração base-profissional e tratamento com pessoas. Esses atributos que queremos, com toda certeza, tirar o máximo do novo técnico do Joinville e complementar com os novos processos do clube.

Temos confiança num treinador que é identificado com o clube e torcida. Acreditamos no trabalho. O gol que mais comemorei na minha vida foi dele. E quero comemorar com ele, os que estão por vir. O clube está em um momento de reconstrução. Todos sabem disso. Agora, com tempo, estamos organizando os passos do clube.

 

 

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima