Siga o Tricolor nas Redes

Juninho: “Felicidade na conclusão”

A defesa deu bobeira e Juninho não perdoou. O meia-atacante de 20 anos tomou a bola e partiu em disparada até ficar perto do goleiro e tirar dele com toque preciso e sutil. Foi assim que ele marcou o segundo tento do Joinville na vitória por 2 a 1 sobre o Guarani de Palhoça. Foi este também o assunto na sala de imprensa Lourival Budal, no CT Morro do Meio, na entrevista coletiva antes do treinamento na tarde desta segunda-feira.
Leia trechos da entrevista ou ouça a íntegra da entrevista em áudio.
IMG_1707
“O lance foi rápido. Não deu tempo de pensar. A cavada, caso desse errado poderia ser displicência. É algo que é da hora, do momento. Vi que o goleiro ameaçou sair e não saiu e dei um toque, cavei e tive a felicidade de ter uma boa conclusão a gol”.
“Cheguei no clube para a base, para o sub-20. Era o fim de 2014 e não joguei, fiz alguns treinos. Quando voltei, em fevereiro, tudo foi rápido, cheguei a ser integrado aos profissionais. Não havia feito uma partida pela base do JEC, não cheguei a mostrar meu futebol em jogos, apenas em treinos e estava no profissional. Desci ao sub-20 e segui trabalhando forte. Voltei aos profissionais com o PC (Gusmão, treinador até fevereiro deste ano). Agora estou colhendo o que plantei desde que cheguei. É só o começo e vem coisa boa pela frente”.
“Muitos atletas subiram e fazem parte do elenco, mas as oportunidades demoram a ocorrer. É gratificante fazer parte de tudo. Vim do sub-20 ao profissional e agora estou rendendo, como existe outros casos. É bom valorizar o trabalho, ter o reconhecimento. A solução pode estar no clube e precisamos da oportunidade para mostrar que podemos mostrar um bom futebol”.

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima