Siga o Tricolor nas Redes

Fabiano Eller: “Quero ajudar jogando”

A braçadeira de capitão do Joinville está no braço esquerdo de Fabiano Eller. O zagueiro esteve em ação nos últimos dois jogos do JEC e marcou um gol na vitória sobre o Goiás, na rodada passada. O defensor esteve na manhã desta sexta na sala de imprensa Lourival Budal, no CT Morro do Meio. Em entrevista coletiva falou sobre o trabalho no Tricolor e disse que pretende contribuir com a equipe em ação, dentro de campo, e não apenas fora dela.
Leia trechos da entrevista ou ouça a íntegra em áudio (clique aqui).
IMG_4164
“Pra mim é normal e natural ser capitão. Em outros clubes passei, havia sido capitão. Trabalhei com o (técnico) Lisca em outro clube e cheguei a revezar com outro atleta. Isso não é o que faz a diferença. Tem que ser uma liderança natural, como fora de campo. Não é a faixa que demonstra que é a pessoa. É legal chegar e ter este posto, mas acredito que tenha sido mais pela experiência”.
“Sei que há respeito por mim, pela minha carreira no futebol. Rodei em grandes clubes e acredito que tenha uma trajetória vitoriosa. Cheguei e em uma semana fazia meu primeiro jogo. Treinava normalmente, embora não estivesse jogando. Acho que não atuei bem nas duas primeiras partidas pelo Joinville. Quero ajudar, e não apenas com palavras. Quero ajudar jogando futebol”.
“Há jogo um em cima do outro. Se um jogador se lesionar, por menor que seja a gravidade, pode perder uma grande quantidade de partidas, por exemplo, por conta disso. O calendário poderia ser revisto. É ruim para o clube e para o atleta”.

Compartilhe a Matéria
Rolar para cima