Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Na tarde desta sexta-feira (14), o técnico Wagner Lopes conversou com a imprensa sobre a expectativa para estreia na Copa Santa Catarina e como o time irá se apresentar para encarar o Metropolitano, em Blumenau, no domingo.

O primeiro assunto abordado pelo professor é a questão do nervosismo de estreia, já que boa parte do elenco Tricolor é formado por jogadores das categorias de base. Ele sabe que o jogo é importante e que não será fácil, mas lembra que muitos atletas estarão vestindo a camisa do JEC como profissional pela primeira vez. Porém, Wagner acredita que essa é a hora de dar oportunidade aos garotos. “Devido a nossa situação a gente precisa queimar algumas etapas e dar oportunidade para ver como os meninos vão se sair, qual vai ser o comportamento deles durante a partida. Sabemos que existe uma tensão de estreia normal para qualquer profissional de qualquer área. Toda estreia gera uma tensão, mas a gente espera fazer uma boa estreia e alcançar aquilo que a gente almeja”, disse.

A equipe do Joinville não possui um jogador no elenco que tenha como principal característica, a criação de jogadas ofensivas. Alguns atletas podem desenvolver esse papel, mas não possuem isso como um diferencial. Mesmo sem um meia armador, o professor Wagner Lopes sabe do potencial da equipe e acredita que as opções apresentadas nos treinamentos da semana vão ajudar os jogadores a ter criatividade na hora de atacar o adversário. “Com relação à criação de jogadas, eu vejo que a aproximação é muito importante, a movimentação constante que você faz abre linhas de passe e ficar com a bola é muito importante. Então é preciso diminuir os erros de passe, melhorando a tomada de decisão. Esperamos que aquilo que foi treinado, ultrapassagens e subidas dos laterais, superioridade numérica, tudo isso irá nos ajudar a criar situações de finalização, de fazer com que a bola chegue dentro da área para que a gente possa finalizar, e consequentemente fazer construção ofensiva de forma efetiva”, falou. 

No final da entrevista, o técnico Wagner Lopes avaliou a equipe do Metropolitano. Os jogadores e comissão técnica já estudaram bem o adversário e sabem que o jogo não será fácil. “A análise de desempenho sempre corre atrás dessas informações e eu assisti os dois jogos da final. A equipe deles é o que a gente chama de time cascudo. Tiveram algumas mudanças de jogadores, não temos certeza, mas sabemos que podem ter mudanças assim como aqui. E pelo que conhecemos do técnico, é uma equipe que joga fechada, dá poucos espaços e aproveita os contra-ataques. Usam lançamentos para a referência, para ter aquela casquinha e os jogadores da ponta usarem sua velocidade para finalizar, enfim,  já passamos tudo isso para os jogadores. Tudo foi esmiuçado para que os nossos atletas conheçam bem a equipe deles e que a gente consiga fazer uma boa partida”, finalizou.

A estreia do JEC na Copa Santa Catarina, diante do Metropolitano, está marcada para o domingo (16), às 15h3o, no estádio do Sesi, em Blumenau.

Técnico Wagner Lopes espera que o time faça uma boa estreia na Copa SC (Foto: Kaue Vezentainer/JEC)

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.